Às vésperas da eleição, 681 sócios são excluídos da ACM

07-12-2010 15:28

A três dias da eleição para a escolha do novo comando da Associação Comercial do Maranhão (ACM), 681 sócios foram excluídos definitivamente dos quadros da entidade. Como havia 1.351 associados, restaram 670, ou seja, menos de 50% para votar durante o pleito, que será realizada quinta-feira, na sede da ACM, no Centro.

Houve dois motivos para a exclusão, ambos previstos no Estatuto da ACM: débitos acumulados há mais de seis meses e firma encerrada sem que o titular houvesse oficializado a extinção à entidade de classe. No entanto, segundo fontes da ACM, embora a portaria normatizando para estas eleições essas exigências previstas no Estatuto tenha sido editada desde outubro, somente ontem a presidência da Casa a publicou.

Dos 670 sócios que restaram após a atualização cadastral, a maioria estaria inadimplente, segundo fontes da própria Associação Comercial, o que os impediria de votar na quinta-feira. Quem quiser exercer seu direito de voto, tem 48 horas antes da eleição para pagar as mensalidades atrasadas. Como amanhã será feriado, o prazo se encerrará hoje.

A Assessoria de Comunicação da ACM informou no início da noite que a atualização cadastral é um procedimento normal a cada eleição realizada na entidade. Informou que o próprio sistema de informática da casa realiza a exclusão quando há a atualização dos dados dos associados inadimplentes e com firma já encerrada. Assim teria sido na eleição anterior, ainda na gestão de José Barbosa Belo.

Chapas - Duas chapas concorrerão à eleição para a escolha do novo comando da ACM. O atual presidente, Haroldo Corrêa Cavalcanti Junior, tentará um novo mandato. Ele encabeça a chapa “Integração e Desenvolvimento”. Já a chapa de oposição “Manoel Alves Ferreira” tem como candidato à presidência o empresário Daniel Albuquerque Filho, atual vice-presidente para Assuntos do Comércio da ACM.

Encabeçam a chapa de oposição os empresários Daniel Albuquerque Filho (Grupo Dalcar), que concorre à presidência, e Ana Carolina Dias Medeiros de Sousa (Taguatur), como candidata a vice-presidente.

Segundo Albuquerque Filho, a chapa denominada “Manoel Alves Ferreira”, em homenagem ao fundador do grupo Lusitana, é composta por 47 empresários, todos membros da ACM, como Carlos Eduardo Cardoso (Eduardo Cardoso Engenharia) e Benjamin Franklin Oliveira Alves (Termaco Logística) (ver a relação completa no quadro).

“Já faço parte da ACM há 12 anos. Fui criado no associativismo e a nossa chapa propõe revitalizar a entidade. É preciso ser jovem para cumprir essa meta, apresentar novas idéias e ver o horizonte do setor para melhor integrar os associados e entidades de classe”, afirmou Albuquerque Filho.

De acordo com o candidato, o grupo já está em campanha (extra oficialmente) há cerca de um mês e tem o apoio de vários grupos empresariais de grande porte do estado, além de ex-presidentes e ex-diretores da ACM, bem como de boa parte do grupo de conselheiros da entidade.

Conquistas - O atual presidente Haroldo Cavalcanti também está confiante na eleição e enumera algumas conquistas obtidas na sua gestão à frente da ACM: o resgate do equilíbrio financeiro; a atualização do planejamento estratégico; a criação do Portal na Internet, que vai facilitar a comunicação, o relacionamento e a prestação de serviços aos associados; a reorganização administrativa da entidade, com melhorias na sede; e a permissão para atuar como instituição emissora de Certificação Digital, o que tem possibilitado novas receitas para a Associação.

“Pretendo continuar atuando em defesa da classe empresarial, trabalhando pela união dos empresários e de suas entidades de classe”, afirmou Cavalcanti Júnior. Ainda falando das propostas para o segundo mandato, ele disse que pretende manter a Casa à disposição dos associados; aprimorar os serviços já existentes, e incluir novos serviços a serem oferecidos pela entidade. “Além de tudo, quero trabalhar para que a Casa continue respeitada, sendo a entidade referência do empresariado maranhense, a verdadeira Casa do Empresário”, acrescentou.

(O Estado do Maranhão; Ed:17.647; Primeiro Caderno; Economia - pág. 06)

Contacto

Clipping

Av. Prof. Carlos Cunha, S/N, Edifício Nagib Haickel - Calhau.

(98) 3235-8621