Comércio espera o melhor Natal dos últimos 10 anos, diz FCDL

15-12-2010 15:53

O comércio maranhense deve registrar o melhor Natal dos últimos 10 anos, com um aumento de 20% nas vendas. Esta é a projeção da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Maranhão (FCDL), com base em levantamento efetuado nas 24 CDLs existentes no estado e nas pesquisas de comportamento conjuntural do varejo, realizadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A 10 dias do Natal, o fluxo de consumidores na Rua Grande, principal centro comercial de São Luís, praticamente triplicou, devendo se acentuar ainda mais a partir do dia 20.

Segundo o presidente da FCDL, Alberto Nogueira da Cruz, essa estimativa de aumento expressivo nas vendas no Natal este ano deve-se a diversos fatores: economia aquecida, ritmo de emprego em alta, melhoria de renda do trabalhador, mais investimentos e crédito.

Outro aspecto apontado por Alberto Nogueira para o crescimento das vendas e do faturamento do comércio varejista é a regularização de consumidores inadimplentes. “Muitos consumidores estão quitando ou renegociando as dívidas, saindo do cadastro do SPC e tendo acesso ao crédito. A inadimplência está em queda”, observou .

Os números da pesquisa do IBGE, relativos a outubro, mostram a curva ascendente das vendas e faturamento do comércio varejista no país, que cresceu pelo sexto mês seguido. No Maranhão não é diferente, as vendas do setor aumentaram em 20,4% em comparação a igual período de 2009.

Em outubro, segundo o IBGE, o Maranhão registrou o quarto melhor desempenho nas vendas do varejo, sendo superado por Tocantins (73%), Rondônia (28,8%) e Roraima (27,2%). No acumulado do ano (janeiro/outubro), a elevação nas vendas chega a 17,4% em comparação a igual período de 2009.

O desempenho das receitas do comércio é ainda maior. Em outubro, cresceram 27% em relação ao mesmo mês de 2009. No acumulado deste ano, a alta chega a 24,1%.

Brasil - Em outubro, o comércio varejista do país registrou crescimento de 0,4% no volume de vendas em relação ao mês anterior. Já a receita nominal cresceu 1,3%. Assim, o setor completa seis meses consecutivos de taxas positivas em volume de vendas e de 10 meses em receita nominal.

Os outros índices, sem ajuste sazonal, apresentaram crescimento no volume de vendas de 8,8% (sobre outubro de 2009), 11,1% no acumulado neste ano e 10,7% nos últimos 12 meses. Para os mesmos indicadores, a receita nominal obteve crescimentos de 13,3%, 14,3% e de 13,8%, respectivamente.

Das 10 atividades, cinco registraram variações positivas, quatro negativas e uma demonstrou estabilidade: veículos e motos, partes e peças (6,8%); livros, jornais, revistas e papelaria (4,7%); móveis e eletrodomésticos (2,3%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (1,7%); tecidos, vestuário e calçados (1,4); material de construção (0,0%); combustíveis e lubrificantes

(- 0,2%); hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,2%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (-2,0%) e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-10,0%).

(O Estado do Maranhão ed:17.655; Primeiro Caderno; Economia- pág. 06)

 

Contacto

Clipping

Av. Prof. Carlos Cunha, S/N, Edifício Nagib Haickel - Calhau.

(98) 3235-8621