Dilma e presidente ucraniano reforçam projeto do Cyclone 4

11-01-2011 17:44

Brasília - A presidente Dilma Rousseff recebeu na manhã de ontem um telefonema do presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovich. Eles conversaram por cerca de 20 minutos sobre a parceria na construção do projeto do foguete ucraniano Cyclone 4, que tem previsão de lançamento a partir do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão. Na Ucrânia, os cientistas dispõem de tecnologia para a fabricação de foguetes, mas não detêm centros de lançamentos.

O escritório de engenharia ucraniano responsável pela produção do foguete é o Yuzhnoye. A série de foguetes Cyclone é considerada uma das mais bem-sucedidas entre as já desenvolvidas. Em 226 testes de lançamento, houve apenas seis falhas, segundo dados da assessoria do projeto.

Yanukovich afirmou ainda, na conversa com Dilma, que pretende visitar o Brasil em maio. O presidente convidou a brasileira para ir à Ucrânia e a parabenizou pela vitória nas eleições, desejando sorte durante o governo. Em 2011, serão comemorados 120 anos da chegada dos primeiros imigrantes ucranianos ao país.

Durante a conversa com Yanukovich, Dilma lembrou que o Brasil abriga a terceira maior comunidade de imigrantes ucranianos. A estimativa é que cerca de 1 milhão de descendentes de ucranianos vivam no Brasil, principalmente no Paraná. A Ucrânia até 1991 fazia parte da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). É um país considerado berço cultural.

A Ucrânia é uma república que segue o sistema de governo semipresidencial - tendo presidente e um primeiro-ministro. Os Poderes Judiciário, Legislativo e Executivo são autônomos. Há eleições diretas para a escolha do presidente da República e dos 450 parlamentares. Mas o presidente da República e o primeiro-ministro indicam os governantes das 24 províncias.

Projeto - As obras para a construção dos sítios de lançamento da Cyclone Space (ACS) em Alcântara foram iniciadas oficialmente em setembro do ano passado, quando foi lançada a pedra fundamental do complexo de obras da empresa binacional. A cerimônia teve a presença do Ministro de Ciência e Tecnologia Sérgio Rezende, dos diretores da Alcantara Cyclone Space, ACS Oleksandr Serdyuk, representando a parte ucraniana e de Roberto Amaral, da parte brasileira e do então presidente da Agência Espacial Brasileira, Carlos Ganem.

Na ocasião, foi assinado o termo de cooperação entre o Ministério de Ciência e Tecnologia e a ACS para a construção do Centro Sociocultural Santos Dumont, idealizado para atender a comunidade alcantarense com cursos profissionalizantes, espaços para eventos culturais entre outras atividades.

O complexo de lançamentos da ACS é composto por três sítios distintos, sendo um direcionado para as atividades de lançamento, um complexo técnico e o de condicionamento de propelentes. Pelo cronograma, a previsão é que a estrutura erguida que ocupará 462 hectares seja totalmente finalizada em um prazo máximo de dois anos. A primeira operação de lançamento do Cyclone 4 está prevista para acontecer em 2012, quando acontecerá o vôo de qualificação do foguete. Após essa primeira experiência, a previsão é de que sejam iniciados logo os lançamentos comerciais. A estimativa da empresa é realizar cerca de seis lançamentos ao ano, cada um orçado em R$ 50 milhões.

Saiba mais

Ficha Técnica

Complexo Alcântara Cyclone Space (ACS)

Área:

462 hectares

Estrutura:

Complexo de Lançamento

Complexo Técnico

Complexo de Condicionamento de Propelentes

Previsão de término:

Dois anos

Primeiro lançamento do Cyclone 4

2012

 

(O ESTADO DO MARANHÃO; ED:1782; PRIMEIRO CADERNO; GERAL; ACS)

Contacto

Clipping

Av. Prof. Carlos Cunha, S/N, Edifício Nagib Haickel - Calhau.

(98) 3235-8621