Exportações maranhenses já cresceram 127% este ano

14-12-2010 15:00

As exportações maranhenses cresceram 127% de janeiro a novembro deste ano, sendo a maior variação registrada em todo o país no comparativo com o mesmo período do ano passado, segundo levantamento estatístico realizado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Enquanto em 2009 o estado vendeu US$ 1,1 bilhão para o mercado internacional, este ano já exportou US$ 2,6 bilhões.

De acordo com os números consolidados do MDIC, o Maranhão ocupa, até novembro, a 13ª posição no ranking nacional exportador, tendo como principais itens de sua pauta de produtos com destino ao mercado exterior minério de ferro, alumínio e soja.

O Maranhão, como os demais estados brasileiros, ainda se recupera dos efeitos da crise financeira mundial, que afetou principalmente a venda de um de seus principais produtos exportados: o ferro-gusa. Ano passado, o saldo da balança comercial foi negativo em US$ 760,6 milhões. Até novembro deste ano, o déficit acumulado é de US$ 919,6 milhões.

Em 11 meses de 2010, somente em março o saldo da balança comercial maranhense foi positivo. Todos os demais apresentaram déficit. Em 2009, somente janeiro e fevereiro tiveram desempenho positivo.

Estados - Em termos de Brasil, de janeiro a novembro deste ano, o maior estado exportador foi São Paulo, com embarques de US$ 47 bilhões, seguido de Minas Gerais, com US$ 27 bilhões, Rio de Janeiro, com de US$16 bilhões, Rio Grande do Sul, com US$ 14 bilhões, e Paraná, com US$ 13 bilhões.

Mato Grosso (-0,83%), Piauí (-23%) e Roraima (-9%) foram os únicos estados que apresentaram variação negativa nas exportações na comparação com o período no ano passado. De janeiro a novembro deste ano, os três estados venderam ao mercado externo US$ 7,81 bilhões, US$ 123 milhões e US$ 11 milhões, respectivamente.

No período, a maior exportadora entre as regiões foi o Sudeste, com vendas de US$ 102,4 bilhões ao mercado externo. De janeiro a novembro de 2009, a região vendeu US$ 73,9 bilhões, apresentando uma variação de 38%. A região Sul aparece como a segunda maior exportadora com embarques de US$ 34 bilhões, com uma elevação de 14% no comparativo do período deste ano com o do ano passado, quando as exportações foram de US$ 29,6 bilhões.

As próximas regiões que mais venderam seus produtos de janeiro a novembro deste ano foram Centro-Oeste com US$ 14,5 bilhões, alta de 10% (US$ 13,1 bilhões em 2009), Nordeste com embarques de US$ 14,3 bilhões, acréscimo de 36% no comparativo com o mesmo período de 2009, quando as vendas foram de US$ 10, 4 bilhões.

Entre os municípios exportadores, a primeira colocação foi para Angra dos Reis (RJ), com embarques de US$ 7,4 bilhões. Os próximos colocados foram Parauapebas (PA), com US$ 6,8 bilhões, São Paulo (SP), com US$ 5,7 bilhões, Itabira (MG), com US$ 5,1 bilhões, e na quinta posição o município de Santos (SP), com vendas de US$ 4,3 bilhões ao mercado externo.

Exportações

O Nordeste foi a região com maior variação nas exportações de 2009 para 2010. A região vendeu de janeiro a novembro do ano passado, US$ 9,1 bilhões e US$ 13,3 bilhões este ano, uma elevação de 46%

(O Estado do Maranhão ed:17.654; Primeiro Caderno; Economia - pág. 06)

 

Contacto

Clipping

Av. Prof. Carlos Cunha, S/N, Edifício Nagib Haickel - Calhau.

(98) 3235-8621