Maranhão Profissional oferta mais 6.352 vagas para cursos de qualificação

28-06-2011 10:06

 

Com a oferta de mais 6.352 vagas de cursos de qualificação, a governadora Roseana Sarney lançou ontem, no Centro de Capacitação Tecnológica do Maranhão (Cetecma), na Praia Grande, a segunda etapa do programa Maranhão Profissional, que será desenvolvido em mais 17 municípios. A solenidade, da qual participaram os secretários João Bernardo Bringel (Ciência e Tecnologia) e José Antonio Heluy (Trabalho), foi transmitida por videoconferência para os outros nove Cetecmas instalados no interior do estado.

Essa nova oferta de cursos disponibilizada diretamente pelo Governo do Estado, por meio do Maranhão Profissional, somada às 2.048 vagas na primeira etapa, totaliza 8.400 vagas nas áreas de eletricidade, eletrônica, eletrônica de manutenção, telecomunicações e segurança do trabalho.

Segundo detalhou a governadora Roseana Sarney, do total de vagas ofertadas nesta segunda etapa, 5.271, serão destinadas a alunos do ensino médio da rede estadual, 961 para pessoas cadastradas no Sistema Nacional de Emprego (Sine) e 120 para internos do sistema penitenciário de Pedrinhas. Ela anunciou para setembro o início de cursos a serem oferecidos pelo Estaleiro Escola com a oferta de 660 vagas nas áreas de educação ambiental, marcenaria, receptivo para o turismo, entre outros.

Roseana Sarney definiu o Maranhão Profissional como o maior programa de qualificação profissional do país, que está sendo executado pelo governo com o objetivo de preparar mão de obra maranhense para os mais de 200 mil novos postos de trabalho que serão gerados como resultado dos investimentos de mais de R$ 100 bilhões nos próximos cinco anos.

A governadora destacou que o Maranhão vive hoje um momento único. Grandes empresas estão implantando projetos que estão mudando nossa economia, nas áreas de celulose, aciaria, geração de energia, prospecção de gás e petróleo, refinaria, entre outros.

“Nunca reunimos condições tão favoráveis para gerar milhares de empregos como agora. Precisamos de educação e qualificação profissional para atender os desafios que estão surgindo no mercado de trabalho. Reafirmo o meu compromisso com a qualidade dos cursos que estão sendo oferecidos”, declarou Roseana.

Municípios - As 6.352 vagas de cursos de qualificação serão ofertadas para os municípios de Arari, Capinzal do Norte, Cururupu, Dom Pedro, Grajaú, Itapecurum-Mirim, Miranda do Norte, Palmeirândia, Penalva, Pindaré-Mirim, Rosário, Santa Rita, São João dos Patos, São Mateus do Maranhão, Turiaçu, Viana e Vitória do Mearim, além de internos da penitenciária de Pedrinhas e do Presídio Feminino.

Os cursos da primeira etapa do Maranhão Profissional estão sendo ministrados nos Cetecmas localizados em São Luís, Imperatriz, Caxias, Santa Inês, Açailândia, Brejo, Pinheiro, Barra do Corda, Codó e Pedreiras. Na capital, os cursos são ministrados em dois pólos: no Estaleiro Escola do Sítio do Tamancão (área Itaqui-Bacanga) e no Cetecma Praia Grande (Rua Portugal).

Programa atenderá a novas indústrias

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Bernardo Bringel, afirmou que o Maranhão Profissional é um programa ousado lançado pelo Governo do Estado, que visa qualificar a mão de obra local para atender à demanda dos grandes investimentos que estão se instalando no estado. “Esse é um desafio enorme, mas o governo está trabalhando, está fortalecendo as estruturas do Estado, para qualificar os nossos jovens”, afirmou.

Parceiro nessa grandiosa ação do governo, iniciativa privada e instituições de ensino, a Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária (Setres) é responsável por levantar a demanda por qualificação profissional das pessoas cadastradas no Sine. "Nossa meta é preparar os nossos jovens para o mercado de trabalho para que tenham condições de atender às demandas dos grandes empreendimentos por mão de obra qualificada", ressaltou o secretário José Antonio Heluy.

O secretário Estado de Justiça e Administração Penitenciária, Sérgio Tamer, também participou do lançamento da segunda etapa do Maranhão Profissional, direto da Penitenciária de Pedrinhas, onde, por meio de videoconferência, destacou a iniciativa do Governo do Estado em incluir os internos dos sistema prisional no programa de qualificação.

Das 6.352 vagas anunciadas ontem pela governadora Roseana Sarney, 120 atenderão internos da Penitenciária de Pedrinhas e do Presídio São Luís (feminino). Essa oportunidade que está sendo oferecida pelo Maranhão Profissional cria novas perspectivas para o sistema penitenciário estadual, que dá condições aos internos de, quando do seu retorno à sociedade, lutar por uma vaga no mercado de trabalho”, observou Sérgio Tamer.

Mais

O QUE É O MARANHÃO PROFISSIONAL?

É um instrumento de gestão para a formação profissional no âmbito estratégico e operacional com ações voltadas para suprir as demandas por contratações dos empreendimentos implantados e em fase de implantação no Maranhão. O Programa visa ampliar a quantidade e melhorar a qualidade da formação profissional de pessoas no estado.

Por meio do Programa, o Governo do Estado vai coordenar, através de ações integradas do poder público estadual com a iniciativa privada e as instituições de ensino públicas e privadas, a formação profissional de milhares de pessoas para atender uma demanda de 200 mil novas vagas de empregos.

Números

400 mil Pessoas é a meta de qualificação do Maranhão Profissional até 2014

2.048 mil Vagas de cursos foram ofertadas na 1ª etapa do programa

6.352 mil Vagas estão sendo ofertadas nesta 2ª etapa do Maranhão Profissional

17 Municípios serão atendidos nesta 2ª etapa de cursos

(Fonte: O Estado do Maranhão)

 

Webnode

Contacto

Clipping

Av. Prof. Carlos Cunha, S/N, Edifício Nagib Haickel - Calhau.

(98) 3235-8621