OGX fará detalhamento da perfuração marítima na Bacia Pará-Maranhão

10-01-2011 17:56

A campanha de perfuração offshore (marítima) que a OGX realizará na Bacia do Pará-Maranhão com a finalidade de verificar a existência de reservatório de petróleo e gás natural na região, será apresentada em detalhes pela empresa em audiência pública que o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) promoverá terça-feira (11), às 18h, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, no Cohafuma.

Hoje será realizada no município paraense de Bragança uma audiência pública com a finalidade de expor para a sociedade o processo de licenciamento ambiental da atividade de perfuração marítima. No caso do Maranhão, a audiência é de interesse dos municípios de São Luís e Raposa, consideradas áreas de influência.

Além da exposição da Coordenadoria Geral de Petróleo e Gás do Ibama sobre a finalidade da audiência pública e a apresentação da OGX, a empresa de consultoria ambiental responsável pela elaboração do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) explicará sobre as influências da atividade de perfuração na região.

Cópias do EIA/Rima já foram encaminhadas pelo Ibama, para consulta, a diversos órgãos no estado, tais como a Procuradoria da República do Maranhão, Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca, Ministério Público do Estado do Maranhão, secretarias estaduais de Minas e Energia, de Turismo, de Agricultura e de Meio Ambiente, além da Prefeitura de Raposa.

A realização da audiência pública é a última etapa para que a OGX obtenha o licenciamento ambiental que autoriza atividade de perfuração na Bacia Pará-Maranhão, onde tem direitos de concessão sobre cinco blocos exploratórios - BM-PAMA-13, BM-PAMA-14, BM-PAMA-15, BM-PAMA-16 e BM-PAMA-17 - localizados a mais de 120 km da costa.

A atividade de perfuração, que está prevista para acontecer no período de janeiro de 2011 a maio de 2012, será realizada pela sonda Ocean Scepter, equipamento de propriedade da empresa Diamond Offshore, é a primeira unidade do tipo Jack-up contratada pela OGX que se encontra fundeada desde agosto do ano passado no Maranhão.

A Ocean Scepter é ideal para perfurações em lâminas d’águas tais como as da bacia do Pará-Maranhão, que é considerada nova fronteira e apresenta modelo geológico similar ao de Gana, onde descobertas significativas foram realizadas recentemente. A plataforma tem capacidade para perfurar poços de aproximadamente 11 mil metros de profundidade, em lâmina d'água máxima de até 100 metros.

No trabalho de perfuração, pelo menos 100 pessoas deverão trabalhar na sonda, com revezamento periódico. A plataforma também contará com o apoio de três embarcações e de uma base no Porto Grande, em São Luís, a 230 km dos blocos da OGX.

A Bacia Pará-Maranhão reúne uma área sedimentar total de aproximadamente 100.000 km². Atividades anteriores de perfuração em áreas próximas a três dos blocos que serão explorados pela OGX indicaram a presença de petróleo leve na região.

Mais

Ocean Scepter é a primeira unidade de perfuração do tipo Jack-up contratada pela OGX, sendo ideal para perfurações em lâminas d’águas tais como as da bacia do Pará-Maranhão, que é considerada nova fronteira e apresenta modelo geológico similar ao de Gana, onde descobertas significativas foram realizadas recentemente.

Mais

Para que serve a audiência - A audiência pública é uma etapa obrigatória do processo de licenciamento ambiental conduzido pelo Ibama. Na audiência será explicado como é realizada a atividade de perfuração, as interferências positivas e negativas que ela poderá causar e as ações propostas para garantir que a atividade ocorra de modo a preservar o meio ambiente e respeitar a população local.

Quem pode participar e como - A audiência pública é gratuita e aberta, podendo ser assistida por toda a comunidade. Basta se dirigir até o local. Não é necessária inscrição prévia, nem convite, nem documentos. Também haverá rotas de ônibus gratuito para algumas regiões dessas cidades. Para saber se há um ônibus perto de sua casa, ligue para 0800-722-0742.

Haverá cadastramento para empregos - Não. Também não há previsão de abrir escritório no município.

O que a OGX vai fazer na Bacia do Pará-Maranhão e a partir de quando - A OGX realizará uma atividade conhecida como perfuração marítima, que consiste na perfuração de poços no mar para a descoberta de petróleo ou gás natural. Em caso de descoberta, a empresa produzirá este petróleo, o que poderá levar alguns anos. A empresa possui cinco blocos na Bacia do Pará-Maranhão. No momento, os técnicos da OGX estão estudando os melhores pontos onde os poços serão perfurados. Os primeiros poços na bacia operados pela OGX serão perfurados a partir deste ano.

 (O ESTADO DO MARANHÃO; ED:1780; CADERNO CIDADES; ECONOMIA; OGX/OFF-SHORE)

 

Contacto

Clipping

Av. Prof. Carlos Cunha, S/N, Edifício Nagib Haickel - Calhau.

(98) 3235-8621