Operários desligados da Refinaria são monitorados

06-02-2011 17:15

Cerca de 200 trabalhadores estão sendo desligados da primeira fase de obras da Refinaria Premium I da Petrobras, no município de Bacabeira. Para monitorar este processo, a Secretaria de Estado de Trabalho e Economia Solidária (Setres) está orientando e cadastrando esses trabalhadores por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine).

A área de 2.100 hectares do projeto está passando, desde o ano passado, por obras de terraplanagem, supressão vegetal e montagem do canteiro de obras, que serão realizadas em três fases distintas, condicionadas aos períodos de estiagem da região: segundo semestre de 2010 - que já ocorreu - segundo semestre de 2011 e segundo semestre de 2012. Esse cronograma prevê três janelas de contratação e três janelas de desligamento (ou desmobilização), já acertados entre o Consórcio Galvão-Serveng-Fidens, a Petrobras e a Setres.

Segundo o secretário de Trabalho e Economia Solidária, José Antônio Heluy, a Setres está acompanhando a desmobilização de todos os trabalhadores nesta primeira janela. “O cadastramento tem dois objetivos, que são prepará-los para o recebimento do seguro-desemprego e mantê-los como profissionais qualificados no banco de currículos do Sine”, explicou.

De acordo com José Antônio Heluy, esses trabalhadores reforçarão a mão-de-obra no estado, principalmente na área de construção civil. “A construção civil tem sido o setor da economia que mais cria empregos no Maranhão e ter esses trabalhadores desmobilizados das obras da refinaria é garantia de que temos mão-de-obra para oferecer aos projetos que estão sendo construídos em nosso estado”, avaliou o secretário.

Para a coordenadora de Intermediação de Mão-de-Obra da Setres, Honorata Azevedo, esse acompanhamento é fundamental na hora da recolocação profissional. “Devido à experiência que eles adquiriram na obra, fica muito mais fácil reencaminhá-los ao mercado de trabalho”, afirmou.

Orientação - Nos dias 10 e 11 deste mês, a Setres realizará um Seminário de Orientação Profissional para os trabalhadores desmobilizados das obras da refinaria. Durante o treinamento, os egressos poderão fazer o cadastro de seguro-desemprego e automaticamente se inscrever no Sine, para concorrer às vagas de emprego oferecidas pelo serviço.

“Estamos trabalhando para garantir que todos os trabalhadores sejam amparados pela política pública de emprego e renda e garantir também que os empregadores maranhenses tenham mão-de-obra qualificada e com a experiência exigida por eles”, destacou José Antônio.

 

(Fontes: ESTADO DO MARANHÃO, ED.17.708, ECONOMIA)

Contacto

Clipping

Av. Prof. Carlos Cunha, S/N, Edifício Nagib Haickel - Calhau.

(98) 3235-8621