Transpetro anuncia licitação para compra de 8 petroleiros

10-01-2011 16:07

Concorrência pública encerra as primeiras etapas do projeto que visa adquirir 49 embarcações em estaleiros brasileiros e estrangeiros; atualmente, o Brasil possui a quarta maior carteira de encomenda de navios petroleiros do mundo

RIO - A Transpetro convidou 16 empresas - cinco nacionais e 11 internacionais - para participar da nova licitação destinada à contratação de oito navios de transporte de produtos derivados de petróleo. Os convites foram enviados no dia 23 de dezembro e as propostas deverão ser entregues até 23 de fevereiro. Será realizada uma análise técnica e comercial das propostas encaminhadas, e a subsidiária da Petrobras prevê que o processo licitatório esteja encerrado até o fim do primeiro semestre deste ano.

Com o término desta licitação, fica também encerrado o processo de contratação dos 49 navios das duas primeiras fases do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro (Promef), que fez renascer a indústria naval brasileira, em bases mundialmente competitivas. Hoje, o Brasil já tem a quarta maior carteira de encomenda de navios petroleiros do mundo.

Os navios já contratados pelo Promef estão sendo construídos nos Estaleiros Atlântico Sul e Promar em Pernambuco e nos estaleiros fluminenses, Mauá, Eisa e Superpesa. Em 2010, foram lançados ao mar três navios do programa, o Suezmax João Cândido, pelo Estaleiro Atlântico Sul (PE) e outros dois navios de produtos, o Celso Furtado e o Sérgio Buarque de Holanda, pelo Estaleiro Mauá (RJ). Este ano, serão entregues cinco navios à Transpetro e outras seis embarcações serão lançadas ao mar para acabamentos finais.

Disputa - Em Pernambuco, o Estaleiro Atlântico Sul (EAS) e o estaleiro Promar são fortes candidatos na disputa da licitação de oito navios de transporte de produtos lançada pela Transpetro. Entretanto, segundo a imprensa pernambucana, o EAS não confirma nem nega o seu interesse no processo. O EAS possui em carteira 22 navios encomendados pela Transpetro. O primeiro, João Cândido, foi lançado ao mar em abril de 2010 e o segundo, Zumbi dos Palmares, está sendo construído no dique seco.

Recentemente, o EAS participou da licitação dos 28 navios-sondas da Petrobras e apresentou o menor valor (US$ 664,2 milhões por unidade) para um dos quatro lotes em disputa. Se vencer o processo, o EAS pretende investir mais R$ 200 milhões em obras de ampliação, elevando de quatro mil para seis mil os empregos gerados. O EAS também está construindo o casco da plataforma P-55 da Petrobras e dois supertankers para a Noroil Navegação.

O Promar venceu a licitação para construir oito navios gaseiros para a Transpetro, ano passado. Se vencer esta segunda disputa, terá 16 navios em carteira.

Mais

O programa de construção naval da Transpetro, um dos principais projetos estruturantes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), gerou mais de 15 mil empregos diretos. Ao longo do Promef, este número chegará a 40 mil empregos diretos e 160 mil indiretos.

(O ESTADO DO MARANHÃO; ED:17679; PRIMEIRO CADERNO; PORTOS; TRANSPETRO)

Contacto

Clipping

Av. Prof. Carlos Cunha, S/N, Edifício Nagib Haickel - Calhau.

(98) 3235-8621